Menu fechado

Pronome

COMBO CARREIRA BANCÁRIA COM 9 APOSTILAS POR APENAS R$ 28,90 CLIQUE AQUI!!

COMBO CNU - 2024 COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 29,90 - SAIA NA FRENTE!!

COMBO INSS COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 26,90 COMECE A SE PREPARAR!!!

Pronome:

É palavra variável em gênero, número e pessoa que substitui ou determina um substantivo, relacionando-o às três pessoas do discurso.

 

Quanto às pessoas do discurso, temos:

1ª pessoa – aquele que fala, emissor;

2ª pessoa – aquele com quem se fala, receptor;

3ª pessoa – aquele de que ou de quem se fala, referente.

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

 

Tipos de pronomes:

Pronome pessoal, pronome possessivo, pronome demonstrativo, pronome interrogativo, pronome relativo e pronome indefinido.

Existem também os pronomes substantivos e pronomes adjetivos: A diferença é o contexto da frase.

O Pronome substantivo substitui um substantivo para evitar repetições.

Ex.: Minha tia é legal, mas a sua é chata

A “sua” substituiu o substantivo “tia” para não ser repetitivo

O Pronome adjetivo: Ele acompanha o substantivo e não substituindo

Ex.: Minha tia é legal

O pronome “minha” acompanha o substantivo “tia”.

 

Pronome pessoal:

Os pronomes pessoais são:

Pronomes pessoais do caso reto, pronomes pessoais oblíquos (átonos e tônicos) e pronomes pessoais de tratamento.

 

Pronomes pessoais do caso reto

Pronomes pessoais do caso reto são aqueles que substituem os substantivos e indicam as pessoas do discurso, normalmente tem a função de sujeito.

Ela foi ao teatro

 

Pronomes pessoais do caso oblíquo

Os pronomes pessoais do caso oblíquos são aqueles que normalmente tem a função de complemento.

Eles podem ser tônicos ou átonos.

Tônicos: São sempre precedidos de uma preposição e substituem um substantivo.

Márcia gosta de mim

Átonos: Não são precedidos de uma preposição, mas podem substituir um substantivo.

Eu encontrei-o no cinema

 

Pronomes pessoais de tratamento

São empregados como referência à pessoa com quem se fala (2ª pessoa), mas a concordância é feita na 3ª pessoa.

São formas para nos dirigirmos às pessoas de forma informal, educadamente ou com reverência.

 

Pronome possessivo:

Os pronomes possessivos transmite que possui algo, indica que este algo pertence a uma das pessoas envolvidas no discurso. Eles concordam em gênero e número com o que é possuído.

São pronomes possessivos da língua portuguesa as formas:

1ª pessoa: meu(s), minha(s) nosso(s), nossa(s)

2ª pessoa: teu(s), tua(s) vosso(s), vossa(s)

3ª pessoa: seu(s), sua(s).

Ex: Não sei onde estacionei meu carro.

Se o pronome possessivo determinar vários substantivos, ele deverá concordar em gênero e número com o substantivo mais próximo.

Ex.: Eu trouxe meu caderno, lápis e canetas.

É facultativo o uso de artigo definido antes do pronome possessivo

Ex.: Ex: Não sei onde estacionei meu carro./ Não sei onde estacionei o meu carro.

Além de indicar posse, o pronome possessivo pode dar uma ideia de respeito

Ex: Minha senhora, favor aguardar na fila.

 

Ambiguidade no uso de alguns pronomes possessivos:

Alguns pronomes possessivos podem não deixar claro quem possui a coisa.

Ex.: A mãe proibiu seu filho de usar seu computador. (o computador é da mãe ou do filho?)

Recomenda-se neste caso usar a forma dele/ dela para não gerar a ambiguidade.

A mãe proibiu seu filho de usar o computador dele

A mãe proibiu seu filho de usar o computador dela

 

Pronome demonstrativo:

Os pronomes demonstrativos mostram a posição de algo no tempo e/ ou no espaço em relação às pessoas do discurso.

Ex.: De quem é esta caneta?

Pronomes demonstrativos variáveis: variam em gênero (masculino ou feminino) ou número (singular e plural)

1.ª pessoa: este, esta, estes, estas

2.ª pessoa: esse, essa, esses, essas

3.ª pessoa: aquele, aquela, aqueles, aquelas

Pronomes demonstrativos invariáveis: Não variam em gênero e número e empregados para substituir o substantivo.

1.ª pessoa: isto

2.ª pessoa: isso

3.ª pessoa: aquilo

 

Posição no espaço e tempo

COMBO CARREIRA BANCÁRIA COM 9 APOSTILAS POR APENAS R$ 28,90 CLIQUE AQUI!!

COMBO CNU - 2024 COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 29,90 - SAIA NA FRENTE!!

COMBO INSS COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 26,90 COMECE A SE PREPARAR!!!

 

1.ª pessoa: este, esta, estes, estas

Ex.: Este caderno é do meu filho (o caderno está próximo de quem fala)(espaço)

Viajarei neste inverno (indica tempo presente (atual) em relação a quem fala)(tempo)

2.ª pessoa: esse, essa, esses, essas

Ex.: Esse caderno é do meu filho (o caderno está próximo da pessoa a quem se fala)(espaço)

Nessa tarde jogarei bola (Passado ou futuro próximo)(tempo)

3.ª pessoa: aquele, aquela, aqueles, aquelas

Ex.: Aquele caderno é do meu filho. (o caderno está próximo da pessoa de quem se fala ou distante das duas pessoas).

Ex.: Minha mãe nasceu em 1928. Naquela época a criminalidade era bem menor (passado ou futuro distante)(tempo)

As palavras o, a, os, as, mesmo, mesma, mesmos, mesmas, próprio, própria, próprios, próprias, tal, tais, semelhante e semelhantes podem exercer a função de pronome demonstrativo.

Ex.: Ele mesmo fez o dever

Eles próprios fizerem o trabalho

Em tais circunstâncias é melhor deixar pra lá.

Não tenho semelhante vocação

 

 

Pronome relativo:

Os pronomes relativos geralmente refere-se a um termo antecedente do enunciado, tendo a função de dependência da oração que inicia para que ela não se torne as vezes repetitivas. Ele então liga as duas orações.

Ex.: A escola onde estudei era católica

 

Orações sem o pronome relativo: Esta é minha escola. Eu estudei nesta escola.

Oração com pronome relativo: Esta é a escola que estudei.

O pronome relativo “que” refere-se ao termo escola da primeira oração e introduziu a segunda oração.

 

Pronome indefinido:

Referem-se SEMPRE à 3ª pessoa do discurso, indicando de modo vago ou impreciso algo ou alguém.

Ex.: Ninguém viu quem quebrou o vaso.

 

Valores dos pronomes indefinidos

Sentido negativo: nenhum/ ninguém/ nada

Ex.: Nenhum de nós venceu uma partida

Sentido afirmativo: Algum/alguém/ algo

Ex.: Alguns de nós venceu uma partida

Sentido de particularização: certo

Ex.: Certos professores deixam saudades nos alunos

Sentido de generalização: Qualquer

Ex.: Qualquer pessoa pode ajudar.

Sentido de totalidade afirmativa: todo/ tudo

Ex.: Ele comeu a pizza toda.

Sentido de totalidade negativa: Nenhum/ nada

Ex.: Nada que eu faço dá certo

Referência a momento passado ou futuro: outro

Ex.: Outro dia fui nadar no clube (passado)

No outro dia, depois de nadar no clube, irei ao cinema.

Referência a pessoas: alguém/ ninguém

Ex.: Alguém conhece um chaveiro

Referência a coisas: Algo/ nada

Ex.: Você tem algo para beber

Locuções pronominais indefinidas: seja quem for, seja qual for, cada qual, cada um, o mais, o quer que, quem quer que e qualquer um.

 

Pronome interrogativo:

Os pronomes interrogativos sempre se referem à 3ª pessoa do discurso para elaborar uma pergunta de forma direta ou indireta.

Ex.: Quantos copos serão necessários?

 

Valores dos pronomes interrogativos

Pronome interrogativo Qual

Além de se referir também a coisas ou pessoas, ele dá uma ideia de separação de algo dentro de um conjunto.

Ex.: Qual é o banco que tenho que ir?

 

Pronome interrogativo Quanto

Também se refere a coisas ou a pessoas. É usado para quantificar algo.

Ex.: quantos copos serão necessários?

 

Pronome interrogativo Que:

Normalmente se refere a coisas

Ex.: que horas são?

Pode intensificar a perguntam

Ex.: O que é que aconteceu no churrasco de ontem?

 

Pronome interrogativo Quem:

Normalmente se refere a pessoas ou coisas personificadas.

Ex.: Quem pegou a minha caneta?

 

Complemente seus estudos: Classes de palavras

COMBO CARREIRA BANCÁRIA COM 9 APOSTILAS POR APENAS R$ 28,90 CLIQUE AQUI!!

COMBO CNU - 2024 COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 29,90 - SAIA NA FRENTE!!

COMBO INSS COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 26,90 COMECE A SE PREPARAR!!!

2 Comentários

  1. Yasmin

    Pronomes pessoais de tratamento

    “São formas para nos dirigirmos às pessoas de forma informal, educadamente ou com reverência.”

    Nessa parte não seria formal? Ha um erro de digitação? Obrigada…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *