Menu fechado

O Estado Getulista – Parte 3

COMBO CARREIRA BANCÁRIA COM 9 APOSTILAS POR APENAS R$ 28,90 CLIQUE AQUI!!

O Estado Getulista – Parte 3

4ª – Constituição de 1937 (Estado Novo)

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

A constituição de 1.937 foi também conhecida como constituição polaca, inspirada na constituição polonesa fascista. Esta constituição foi elaborada pelo jurista Francisco Campos e outorgada em 10 de novembro de 1.937;

1.939 – Vargas cria o Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) para difundir a ideologia do regime por intermédio da propaganda política, falava das realizações de Vargas, estimulava o nacionalismo junto a população, mostrando que Vargas era próximo da população e também era utilizado para realizar a censura.

(Caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: UFMT Órgão: Prefeitura de Nobres – MT) Propaganda na Era Vargas

O Governo de Getúlio Vargas investiu, particularmente no período do Estado Novo, na criação e divulgação de uma imagem do presidente por diversos meios de comunicação que difundiam a propaganda oficial do regime. O Estado getulista criou um órgão especialmente para isso. Que foi o Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP). (Caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: UFMT Órgão: Prefeitura de Nobres – MT);

Durante o período da Era Vargas, o governo fez várias ações de cunho nacionalista e populista, aumentando os direitos trabalhistas, valorização da cultura brasileira, dentre outras. Ele costumava promover cerimônias públicas, visando principalmente os jovens e trabalhadores, com o objetivo de estimular sentimentos cívicos e de pertencimento à nação. Estes eventos normalmente tinha os tradicionais discursos patrióticos e exaltação da figura do presidente Getúlio Vargas como líder nacional.

Populismo: “Trata-se de doutrina e prática política consistente em fazer a defesa das camadas menos privilegiadas da população, explorando suas emoções e simpatias com objetivos políticos. No Brasil, surgiu com Getúlio Vargas e os políticos a ele relacionados. Getúlio Vargas manipulava as vontades do povo, da oligarquia cafeeira e da burguesia industrial que então surgia, e assim manteve o poder por quinze anos.” (Caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: MPE-GO Órgão: MPE-GO);

1.940 – O primeiro salário-mínimo do Brasil é adotado durante o Governo de Getúlio Vargas, e tinha como previsão o reajuste a cada três anos.

A arrancada industrial no primeiro governo Vargas foi favorecida por diversos fatores, entre eles, a fixação do salário-mínimo em 1940 que, além de amortecer possíveis conflitos entre empregado e empregador, favorecia a acumulação de capital, reduzindo os gastos do empresariado com folha de pagamento. (Caiu em concurso – Ano: 2023 Banca: MPE-GO Órgão: MPE-GO);

1.940 – Construção da Usina de Volta Redonda no Rio de Janeiro;

1.941 – CSN – Companhia Siderúrgica Nacional

A Segunda Guerra Mundial estava em curso, e os Estados Unidos sabendo lutando contra o Eixo (fascismo) e sabendo que o Brasil era governado por um fascista e objetivando ter o Brasil como aliado, ele emprestou 20 milhões de dólares ao Brasil, que utilizou o dinheiro para a construção da CSN e assim consolidar a industrialização no Brasil. Com isso, os Estados Unidos exigia que o Brasil rompesse com a neutralidade. Que foi rompida em 1.942 devido a um ataque do Eixo a navios brasileiros;

COMBO CNU - 2024 COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 29,90 - SAIA NA FRENTE!!

1.942 – Construção da FNM – Fábrica Nacional de Motores e a Vale – Companhia Vale do Rio Doce

1.942 – Após ter seus navios mercantes torpedeados, o Brasil declarou guerra à Alemanha nazista e à Itália fascista. A declaração foi uma resposta do então presidente Getúlio Vargas à pressão da população. Os ataques do Eixo a embarcações brasileiras tiveram início no ano anterior, mas em agosto de 1942, mais de 600 brasileiros morreram nos 5 navios torpedeados pelo submarino alemão U-507. (Fonte: FAB)

Em 1942, durante o regime do Estado Novo instaurado por Getúlio Vargas, o Brasil declarou guerra ao Eixo e criou uma força militar enviada para a frente de batalha na Itália, a partir de 1944. A força brasileira que lutou durante a Segunda Guerra Mundial recebeu o nome de Força Expedicionária Brasileira. (Caiu em concurso – Ano: 2021 Banca: MPE-GO Órgão: MPE-GO);

1.943 – CLT – Consolidação das Leis do Trabalho

 

A Era Vargas é a fase da história brasileira em que esteve no governo do Brasil Getúlio Vargas, entre 1930 e 1945. Ao longo de seus quinze anos no poder, Vargas atuou de maneira consistente no sentido de ampliar os benefícios trabalhistas. Para tanto, foram lançadas medidas importantes, entre elas a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). (Caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: OMNI Órgão: Prefeitura de Rio das Antas – SC);

1.945 – Fim da Segunda Guerra Mundial

O Brasil tinha vencido os fascistas do eixo, com isso, as forças armadas do Brasil, exército, marinha e aeronáutica se reúnem para pedir a renúncia de Vargas, pois eles acabaram de lutar e vencer o regime fascista.

Ele então declarou a reabertura dos partidos políticos e eleições para 1945, para dar a impressão que ele era um governante bom e democrático.

Ele libertou Luís Carlos Prestes e o PCB (Partido Comunista Brasileiro), voltou à legalidade. Foi criado o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e a União Democrática Nacional (UDN).

Vargas tentou uma última jogada que foi chamada de queremismo.

QUEREMISMO: O queremismo foi um movimento político que surgiu espontaneamente nas classes populares em meados de 1945. Era um movimento de apoio das classes de trabalhadores ao então presidente Getúlio Vargas. Essa organização foi uma resposta à mobilização que existia para promover a deposição de Vargas da presidência.

Acabou tendo as eleições de 1.945 e Getúlio Vargas não concorreu. Foi eleito Eurico Gaspar Dutra.

AVANÇAR PARA Democracia e rupturas democráticas

VOLTAR PARA A PARTE 2 – O Estado Getulista

COMBO INSS COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 26,90 COMECE A SE PREPARAR!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *