Menu fechado

Primeira República: elite agrária e a política da economia cafeeira Parte 3

COMBO CARREIRA BANCÁRIA COM 9 APOSTILAS POR APENAS R$ 28,90 CLIQUE AQUI!!

COMBO CNU - 2024 COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 29,90 - SAIA NA FRENTE!!

COMBO INSS COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 26,90 COMECE A SE PREPARAR!!!

 

Primeira República: elite agrária e a política da economia cafeeira Parte 3

Caso preferir, no vídeo abaixo tem esta postagem em áudio e vídeo

Revolta da Chibata

Revolta da Chibata – João Cândido

A Revolta da Chibata foi um motim organizado pelos soldados da Marinha brasileira que ocorreu em 1910. Os marinheiros estavam revoltados por causa dos castigos físicos (chibatadas). Nesta revolta quem se destacou foi João Cândido, que era o líder do motim.

A Abolição da Escravatura, em 1888, libertou os escravos, mas não rompeu com a mentalidade escravista e racista da época. Como consequência, o Brasil entrou no período Republicano com uma estrutura social e econômica marcada pela marginalização dos negros. Essa mentalidade escravista repercutiu até na Marinha. A maioria dos marinheiros de baixa renda era negros e mestiços que recebiam baixos salários, eram mal alimentados e recebiam castigos físicos, penalidade que, apesar de proibida, continuava sendo praticada. Estas condições levaram a ocorrer a revolta da Chibata. (caiu em concurso – Ano: 2023 Banca: COTEC Órgão: Prefeitura de Unaí – MG);

 

A Revolta ou Sedição de Juazeiro

A Revolta ou Sedição de Juazeiro foi um confronto ocorrido em 1914 entre as oligarquias cearenses e o Governo Federal provocado pela interferência do poder central na política estadual nas primeiras décadas do século XX.

A Revolta ou Sedição de Juazeiro adquiriu um caráter messiânico, uma vez que a população, imbuída de crenças religiosas, acreditava participar de uma “guerra santa”, com a liderança religiosa e política de Padre Cícero. (caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: CCV-UFC Órgão: UFC);

A Guerra do Contestado

A Guerra do Contestado foi um conflito armado ocorrido de outubro de 1912 a agosto de 1916, que envolveu disputa de terra e a construção da estrada de ferro ligando São Paulo ao Rio Grande do Sul. A briga foi entre proprietários de terras contra os governos dos estados de Santa Catarina e Paraná, além do Governo Federal brasileiro.

Greves em São Paulo

A greve geral de 1917 foi uma greve da indústria e do comércio brasileiro, ocorrida em julho de 1917 em São Paulo, durante a Primeira Guerra Mundial. Foi a primeira greve geral da história do Brasil, e durou 30 dias.

COMBO CARREIRA BANCÁRIA COM 9 APOSTILAS POR APENAS R$ 28,90 CLIQUE AQUI!!

COMBO CNU - 2024 COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 29,90 - SAIA NA FRENTE!!

COMBO INSS COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 26,90 COMECE A SE PREPARAR!!!

A Revolta dos dezoito do forte de Copacabana

A Revolta dos 18 do Forte ou Revolta do Forte de Copacabana, Rio de Janeiro, então capital do Brasil. Foi um movimento de integrantes do Exército Brasileiro contra o presidente do Brasil, Epitácio Pessoa, e o vencedor da eleição presidencial, Artur Bernardes, em 5 de julho de 1922, na cidade do Rio de Janeiro, então capital do Brasil. Foi a primeira revolta do movimento tenentista, no contexto da República Velha brasileira.

São muitos movimentos sociais dentro da república velha, mas o que foi mais importante aconteceu em 1.929, que a crise de 29, chamada de A grande depressão, que abalou o mundo e em especial os Estados Unidos, ocasionando o colapso da economia capitalista global no século 20.

Esta crise mundial fez com que pela primeira vez na República Oligárquica, em seu final, houvesse uma disputa real entre SP e MG.

Washington Luís, então Presidente da República, paulista e ligado ao grupo político do Estado de São Paulo, ao invés de indicar como seu sucessor Antônio Carlos Ribeiro de Andrada, então Presidente de Minas Gerais, ou seu vice, o mineiro Fernando de Melo Viana, resolveu apoiar um paulista, Júlio Prestes, provocando tensão na “política do café com leite”. O mineiro Antônio Carlos, em contrapartida, tentou promover uma política conciliatória com Washington Luís e tentou lançar como candidato o gaúcho Getúlio Vargas, todavia, o então Presidente, após consultar os Presidentes dos Estados e obter a aprovação de 17 Estados, manteve apoio e indicou o paulista Júlio Prestes. Não manifestaram apoio a São Paulo os Estados da Paraíba, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, que formaram a chamada Aliança Liberal, em oposição a Júlio Prestes e a favor de Getúlio Vargas, lançando este último então como candidato. (caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: MPE-GO Órgão: MPE-GO);

A atual bandeira da Paraíba foi adotada em 1930, na qual consta no meio da parte vermelha da bandeira a inscrição “NEGO”, que se refere ao verbo “negar” no presente do indicativo da primeira pessoa do singular e representa a não aceitação do sucessor à Presidência da República indicado pelo presidente brasileiro da época, Washington Luís. (caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: MPE-GO Órgão: MPE-GO)

Nas eleições realizadas em 1º de março de 1930 disputaram a Presidência da República os candidatos Júlio Prestes e Getúlio Vargas, sendo esta eleição vencida por Júlio Prestes. Após a vitória de Júlio Prestes, a Aliança Liberal – formada pelos Estados Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraíba – questionou o resultado do pleito e alegou fraude eleitoral, irresignação esta que, somada ao assassinato do então Vice-Presidente da chapa de Getúlio Vargas, o então Presidente da Paraíba João Pessoa Cavalcanti de Albuquerque, resultou em ações militares em vários pontos do país e com a tomada a força do poder por oficiais generais, que em seguida instalaram uma Junta Provisória do governo, composta por 3 militares, que decidiu transmitir o poder a Getúlio Vargas. (caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: MPE-GO Órgão: MPE-GO)

ATENÇÃO: Apesar da morte do João Pessoa Cavalcanti de Albuquerque, ter sido atribuída a Washington Luís, foi comprovado que a morte dele foi de cunho pessoal e nada foi provado contra Washington Luís.

Getúlio Vargas assume a presidência do Brasil. Foi um golpe de estado, por isso, a fase subsequente a 30 chama-se Era Vargas.

Ciclo da borracha

O ciclo da borracha aconteceu no período de 1.880 a 1.910, e foi um ciclo da economia brasileira caracterizado pela extração do látex e pela produção da borracha com o objetivo de atender às demandas do mercado internacional. Ele se concentrou na região amazônica.

Com a descoberta do processo de vulcanização da borracha ampliou as possibilidades de suas aplicações na indústria, por aumentar sua resistência e durabilidade. O regime de exploração dos seringueiros provocava um endividamento do seringueiro, que não tinha outra alternativa a não ser continuar a trabalhar em péssimas condições. As estradas de seringueiras eram construídas em forma de gota para que, ao fim da estrada, o seringueiro estivesse novamente próximo ao início. (Caiu em concurso – Ano: 2022 Banca: FGV Órgão: SSP-AM);

 

No próximo vídeo começarei a falar sobre O Estado Getulista.

VOLTAR PARTE 2

COMBO CARREIRA BANCÁRIA COM 9 APOSTILAS POR APENAS R$ 28,90 CLIQUE AQUI!!

COMBO CNU - 2024 COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 29,90 - SAIA NA FRENTE!!

COMBO INSS COM 8 APOSTILAS POR APENAS R$ 26,90 COMECE A SE PREPARAR!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *